A criação da Faculdade , em 1949, representou um marco na história da saúde do norte argentino. Com apenas meio século de trajetória, a Faculdade de Medicina se encontra entre os cursos mais destacados do país e de toda a América Latina. Seu alto nível acadêmico foi reconhecido pela Comisión Nacional de Evaluación y Acreditación Universitaria (Comissão Nacional de Avaliação e Credenciamento Universitário), que lhe concedeu o tempo máximo de credenciamento e também a incorporação ao Mercosul educativo. Atualmente, a Faculdade reúne mais de 5.000 estudantes, muitos deles de outras províncias do norte do país e de países vizinhos como Bolívia e Peru.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Buscar